Dia dos Museus, 18 maio 2013

Museu da Electricidade – World Press Photo:

7123 5 6

Museu dos Coches:

8

109

11

Museu da Presidência:

15 16 17 18

Mosteiro dos Jerónimos:

12

Museu da História Antiga:

13

Jardim dos Jerónimos:

14

Anúncios

Cavaco Silva – OUT

A propósito das comemorações do 10 de Junho – Dia de Portugal e de Camões, e após a entrevista do Sr. ilustre PR ACS a.k.a. “palhaço”, nada mais oportuno que os melhores momentos do político (não assumido) há mias anos em actividade em Portugal, 20 anos de poder para o mísero professor de Economia, que tudo faz para não ser o centro das atenções, principalmente e nos últimos tempos, refugiando-se em Belém, cego, surdo e mudo, controlando tudo do seu “bunker” á porta fechada convocando procissões de automóveis topo de gama, vulgo Conselhos de Estado.

A máscara durou demasiado tempo, estando desde sempre ligado ás maroscas do BPN-SLN, quer pelas companhias como Dias Loureiro (Concelheiro de Estado), Duarte Lima, e Oliveira e Costa, quer diretaqmente pelo lucro que juntamente com a sua filha, adveio da venda de acções da SLN.

Opositor acérrimo do 2º Governo Socrates, principalmente com o insólito episódio das escutas, pese embora, tivesse aprovado sucessivamente todas as propostas despesistas, optou por discursos distintos em cenários de crise pré e pós Governo Neoliberal (PSD-CDS-PP Direita).

A popularidade começou a desabar com o patético comentário sobre a sua reforma de 10 mil €, que não chegaria para pagar as suas despesas, até ao mais recente “flop” de associar a conclusão positiva da 7ª avaliação da Troikaa Nossa Sra. de Fátima – 13 de maio.

Por mais estranho que se possa pensar, neste momento crítico para o país, seria mais que desejável ter um PR – Instituição com uma voz activa anticrise, que pudesse pelo menos ser uma voz de esperança para todos os portugueses. Mas na realidade temos um Cavaco Silva em Belém, e não um Presidente, que irá ficar para a história como o pior em Democracia. Miguel Sousa Tavares apelidou-o de “palhaço”, após o comentário de “Nossa Sra. de Fátima”. Disse apenas o que a maioría dos portugueses pensa, e logo foi processado. A propósito, e com respeito á profissão dos “palhaços”, o Sr. Cavaco Silva não se dá ao respeito, e no mínimo, palahço é um elogio!

Sim Sr. Presidente, é mesmo verdade e a sua popularidade encontra-se cada vez mais negativa, á medida que o seu mandato se esvai, logo premanece a dúvida, ou os sinais de demência são uma evidência, ou o Sr. Cavaco Silva sempre foi assim!

CAVACO

Versão Ponte 25 de Abril, Cavaco Silva o 1º Ministro, 25 de Abril – Bloqueio e carga policial (Dias Loureiro era Ministro da Defesa”:

Versão Acções da SLN:

Versão Presidente da República serve somente para Inaugurações, condecorações, recepções, banquetes e bolo Rei (Créditos para VQC-MR):

Versão “a minha reforma não vai chegar para pagar as minhas despesas”:

Opinião do único Prémio nobel da Literatura PT:

Versão página do Facebook:

Manifesto antiCavaco

Futuro Governo/Coligação PS/CDS-PP no Clube á porta fechada – OUT

O clube Bilderberg assume-se como uma conferência anual com o objectivo de promover o diálogo entre a Europa e a América do Norte. “A conferência é um fórum para discussões informais e ‘off-the-record’ sobre mega-tendências e sobre as principais questões que afectam o mundo”. Este ano, um dos temas em debate é “Conseguem a Europa e os Estados Unidos crescer mais rápido e criar empregos?”. As reuniões são secretas e nada é divulgado para o exterior, o que alimenta teorias da conspiração sobre o que é decidido.

Entre os 140 participantes estão, pois, quatro portugueses. Os participantes são escolhidos a dedo, pela sua importância no presente ou no futuro, e costumam representar a esquerda e a direita. As duas personalidades portuguesas que foram convidadas este ano cumprem esse requisito: Portas faz actualmente parte do Governo, e António José Seguro pode vir a fazer, caso o PS vença as legislativas marcadas para 2015.

Aliás, tendo em conta o que aconteceu no passado, Seguro pode estar confiante na eleição, uma vez que a participação na conferência foi premonitória. Em 2003, Durão Barroso foi à conferência de Bilderberg em Versalhes como primeiro-ministro (acompanhado por Ferro Rodrigues) e, um ano depois, assumia a presidência da Comissão Europeia. Em Junho de 2004, José Sócrates e Santana Lopes marcaram presença no encontro de Stresa, em Itália. Um mês depois, Santana Lopes substituía Durão como primeiro-ministro; em Fevereiro de 2005, Sócrates ganhava as legislativas e roubava o lugar a Santana.

Santana e Sócrates foram primeiros-ministros meses depois de Bilderberg. Guilherme d’Oliveira Martins, António Borges, Morais Sarmento, António Costa ou Rui Rio são alguns dos portugueses que participaram nas conferências Bilderberg neste milénio. Em 2012, os portugueses que marcaram presença na conferência de Chantilly, na Virgínia (EUA) foram Jorge Moreira da Silva, número dois do PSD, e Luís Amado, ex-ministro dos Negócios Estrangeiros de Sócrates e presidente do Banif.

A elite política é extraída “o arco da governação” da elite geográfica, através da convergência de dirigentes de organizações que asseguram a política única neoliberal. A presença portuguesa de Portas e Seguro, sem nenhum expoente do mais importante partido do governo – a elite de Balsemão é outra – pode indicar caminhos sobre o futuro da governação em Portugal como é projectado em Bilderberg.

A elite mediática e de propaganda é das mais fortes e, como de costume, tem a Península Ibérica muito bem representada através dos grupos de Balsemão e de Cébrian, da PRISA espanhola, aliás ambos membros do “grupo de acompanhamento” de Bilderberg, o que significa que vão a todos os conclaves e asseguram o seu funcionamento entre sessões.

Os trabalhos são dirigidos por Henri de Castres, presidente do grupo segurador AXA. Em qualquer grande grupo económico, bancário, industrial e financeiro que se pense, nos Estados Unidos ou Europa Ocidental, está por certo representado em Bilderberg.

Também estão os “respeitáveis”: David Rockefeller, a senhora Lagarde do FMI, Trichet, Monti, os ministros das Finanças da Suécia, Turquia, Espanha, Reino Unido e Áustria, o primeiro ministro holandês, Mark Rutte, e a princesa Beatriz, o crónico Henry Kissinger, o general Petreus.

O encontro deste ano começa quinta-feira, dia 6, e termina no domingo, dia 9.

jjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjj

2 anos que pareceram 10… e que irão demorar 20 a recuperar – OUT

(Ainda) faltam mais 2?

(Créditos Sic Notícias)

TROIKA + GOVERNO NEOLIBERAL (PPC o retornado ressabiado e Gaspar – o Tecnocrata, Bom Aluno de Schäuble) + Cavaco Silva (o mísero professor de Economia, e não o Presidente da Répública) = Retrocesso Civilizacional 20 anos

hhhhh

Os Números da Austeridade:

877x6582 877x6583 877x6584 877x6585 877x6586 877x6587 877x6588 877x6589 877x65810 877x65811 877x65812 877x65813

http://www.tvi24.iol.pt/iol-push—economia/defice-cenarios-troika-desemprego-previsoes-dois-anos-de-governo/1456734-6469.html

O que dizem os portugueses sobre estes 2 anos?

(Créditos Sic Notícias)